sexta-feira, 5 de abril de 2013

De volta à Urra

Portugal é mesmo muito pequenino (ou então é este blogue que é muito grande), e depois de eu ter feito um post onde falava da Urra - uma aldeia a meia-dúzia de quilómetros de Portalegre, onde o meu pai nasceu e onde nós temos uma pequena quinta de família -, alguns leitores deram sinal de já terem passado por lá. Nem por acaso, andava eu a arrumar uns papéis na minha casa antiga e encontrei esta fotografia maravilhosa, tirada precisamente no campo de futebol da Urra.

Hoje em dia - e porque felizmente ainda há coisas que não mudam -, o campo está mais ou menos na mesma (apenas com mais erva), e agora sou eu que vou para lá com o meu filho Tomás, que adora jogar futebol. O senhor atlético (excepto na zona abdominal) da fotografia, com impecáveis meias brancas e o bigode do Quim Barreiros, é o meu pai, e aquele jovem encantador preparado para partir em direcção ao Pólo Norte sou eu. Tendo em conta o meu tamanho, a foto deve ter sido tirada em 1977 ou 1978.


9 comentários:

  1. Bela descrição do seu pai na fotografia, JMT! E de facto uma indumentária não bate certo com a outra... Se calhar estava um dia de primavera como os que andamos a viver este ano, frios!

    ResponderEliminar
  2. eheheh! Não havia frio que te pegasse, ou então o milagre das tradicionais ginjas, aqueciam a equipa !

    Hoje regresso ao norte após mais uma semana de trabalho, mas na quarta feira passada, após o repasto em Portalegre, lá passei pela "tua terrinha" em direcção a Fronteira!

    ResponderEliminar
  3. Adorei a foto! Sabes que mais tu eras um primo muiiito giro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma "boca" assim, deita por terra toda a masculinidade de um Home :P

      Eliminar
  4. Conheco a Urra á muito tempo... Fica perto da terra do meu pai... Portagem... linda terra! Lindo o nosso alentejo :)

    ResponderEliminar
  5. Tambem conheço a Urra porque a familia do meu marido é de lá.

    ResponderEliminar
  6. Diria que as duas hipóteses estão correctas.

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Conheço a terrinha. A minha mãe é de lá e lembro-me de ir, em pequenina, andar atrás das galinhas e dos coelhos. Agora já não posso andar atrás delas, mas na altura até foi giro. Tempos que já não voltam...

    ResponderEliminar